América Latina

Saudações do PCML-Br ao VIII Congresso do Partido Comunista de Cuba

O Partido Comunista Marxista Leninista-Brasil (PCML-Br), em nome dos membros de seu Comitê Central, vem por meio desta saudar o Partido Comunista de Cuba (PCC) pela realização de seu VIII Congresso neste mês de abril, 2021. Em primeiro lugar, saudar seus máximos dirigentes, em especial Raul Castro e José Ramón Machado Ventura, Primeiro e Segundo-Secretários do Comitê Central do PCC; e Miguel Díaz-Canel Bermudez, Presidente da República e membro de seu Bureau Político.

Segundo turno para a esquerda equatoriana

Este domingo, 7 de fevereiro, foram realizadas eleições presidenciais no Equador. Depois de 30 dias de campanha, as pesquisas apontavam ao candidato Andrés Araúz, representante de Rafael Correa, e ao banqueiro Guillermo Lasso em primeiro e segundo lugar respectivamente. No entanto, novamente as empresas de pesquisa foram as grandes perdedoras.

NOTA DE REPÚDIO

O Partido Comunista Marxista-Leninista Brasil repudia veementemente o anúncio por parte da administração de Donald Trump que inclui a República de Cuba na lista de Estados patrocinadores de terrorismo. Concordamos com o Ministério de Relações Exteriores de Cuba ao classificar essa “qualificação fraudulenta” como um “ato cínico e hipócrita” por parte de um governo “moralmente falido”.

Viva Chile!!!!! América Latina vibra com vitória do povo chileno

O Povo chileno decidiu no dia 25 de outubro de 2020, enterrar a Constituição do ditador Pinochet. 78,24 por cento dos eleitores do plesbicito que abriu o caminho para a nova constituição da Carta Magna do país. Na capital do país, uma multidão foi às ruas festejar um novo começo, o grito que estava no peito de milhares de pessoas ecoou forte da Praça da Dignidad, para todo o Chile.

Candidato do MAS triunfa nas históricas eleições bolivianas

O candidato presidencial boliviano ao Movimento ao Socialismo (MAS), Luis Arce, venceu as eleições gerais da Bolívia com 52,1% dos votos, anunciou hoje o pesquisador Ciesmori para a Unitel. De acordo com os resultados das pesquisas, relatados quase quatro horas após o Supremo Tribunal Eleitoral (TSE), em segundo lugar está Carlos Mesa da Comunidade Ciudadana com 31,5% dos votos, e Luis Fernando Camacho de Creemos, em terceiro lugar com 14,1%.

Camarada Kim-II Sung presente!

O Partido Comunista Marxista-Leninista do Brasil (PCML-Br) se soma às milhões de vozes que hoje honram a memória do grande líder Kim Il-Sung, libertador do povo coreano e fundador da República Popular Democrática da Coreia (RPDC), no dia de seu 108º aniversário.

Derrotaremos a nova agressão imperialista!

O Departamento de Estado dos Estados Unidos da América e o Procurador Geral daquele país, William Barr, iniciam uma nova agressão imperialista contra nossa pátria e nosso povo. Desta vez, o Presidente da República, Nicolás Maduro, o Presidente da Assembleia Nacional Constituinte, Diosdado Cabello, o Ministro da Indústria e Vice-Presidente de Economia do Setor, Tareck El Aissami, o Ministro da Defesa e o Vice-Presidente de Política GJ Vladimir Padrino, são falsamente acusados de traficantes de drogas.

Derrotaremos la nueva agresión imperialista

El Departamento de Estado de los Estados Unidos de Norteamérica y el Fiscal General de ese país, William Barr, inician una nueva agresión imperialista contra nuestra Patria y nuestro pueblo. Esta vez se acusa falsamente de narcotraficantes al Presidente de la República Nicolás Maduro, al Presidente de la Asamblea Nacional Constituyente Diosdado Cabello, al ministro de Industria y vicepresidente sectorial de Economía Tareck El Aissami, al ministro de Defensa y vicepresidente sectorial de Política GJ Vladimir Padrino López y otros altos funcionarios del Estado, como el Presidente del Tribunal Supremo de Justicia Maikel Moreno. Se trata de una gigantesca infamia contra buena parte del liderazgo fundamental de la Revolución Bolivariana.

Imperialismo norte-americano, tire as patas da Venezuela!

A ação promovida contra Maduro, classificando-o como narcotraficante, é absurda e repudiável. Com essa descarada obsessão de Washington em querer controlar tudo e todos, de querer impor a sua economia neoliberal, a sua cultura consumista e a exploração aos povos dos países em desenvolvimento, é cada vez mais clara a sua ação intervencionista contra os povos que se levantam para construir e se desenvolver independentes dos Estados Unidos.