8 de Março em Fortaleza(CE)

O PCML estive presente na passeata pelo Dia Internacional das Mulheres realizada no Bom Jardim, bairro da periferia de Fortaleza.

8 de Março em Fortaleza(CE)

O PCML estive presente na passeata pelo Dia Internacional das Mulheres realizada no Bom Jardim, bairro da periferia de Fortaleza.

Tradicionalmente o 8 de Março é de dia de luta e rebeldia de companheiras e companheiros ao redor de todo o mundo. A data tem origem no protesto de trabalhadoras na área têxtil, que reivindicavam licença maternidade e outras condições de trabalho, e acabaram sendo reprimidas e queimadas vivas pela polícia de Boston (EUA). Este ano o 8 de Março em Fortaleza foi realizado em passeata no bairro do Bom Jardim, com caminhada até o bairro Santo Amaro, na periferia da cidade. O exemplo das trabalhadoras de Boston e o exemplo de tantas outras que diuturnamente sacrificam-se pela vida demonstra o valoroso exemplo das mulheres do Povo.

Com o tema “Contra o capitalismo, contra a mercantilização da vida, direitos não são mercadorias” a passeata atraiu muitas pessoas, entre homens e mulheres. A passeata teve concentração à partir das 8:00h às margens do Rio Maranguapinho. As manifestantes denunciaram a violência urbana que sofrem, não só física, mas também social, com a falta de condições básicas de sobrevivência e sustento de filhos e família. Denunciaram o trafico sexual de mulheres, que tem Fortaleza uma das cidades que mais traficam. Além do mais, denunciaram a desigualdade na sociedade classista entre mulheres brancas, negras e índias.

Às 11:00h a passeata chegou à praça do Parque Santo Amaro. Líderes de movimentos de mulheres fizeram denuncias de abusos cometidos. Houveram também manifestações culturais, como a apresentação do Toré por índios Tapebas e a musica do grupo “Cumades do RAP”.

A realização da passeata no Bom Jardim é uma resposta ao assédio pequeno-burguês que estereotipa a comunidade, que em dados oficiais concentra os mais altos índices de violência urbana e social. As margens do Rio Maranguapinho constituem uma região de risco para a população local, que tem que enfrentar enchentes durante as chuvas.

O dia internacional das mulheres é um dia de luta e contestação do povo trabalhador. Antes de ser um gênero, todos nós somos humanidade. A luta pela Libertação Sexual também é a luta por um homem de Novo Tipo, uma sociedade de Novo Tipo, uma sociedade comunista. Não podemos aceitar as imposições do sistema capitalista, e nem de seus aparelhos ideológicos (igreja, meios de comunicação) que se apropriam do pensamento do homem(alienação). Homens e mulheres em luta, venceremos!

José Carapinima, Sucursal/CE

marques
marques disse:
15/05/2013 20h28

Fortaleza CE
Falta de calçamento e iluminação publica são reclamações dos moradores parque santo amaro, comunidade do antigo Marrocos

Ruas Nilo rocha/Yuri de Freitas/TV j m Portela/TV m melo/TV s Portela/Ricardo f, Rodrigues/Sandra Cavalcante/Elene da costa carneiro, etc.
Iluminação no local é precária, e o asfalto fica no sonho dos moradores.
A comunidade, está pedindo socorro. A situação é de calamidade, com água empoçada, lama e lixo. Os moradores reclamam ainda do excesso de mosquitos no local.

Comentários foram desativados.