Um “Piza na Fulô” Memorável e Histórico

Viva João do Vale, poeta do povo! Viva os 20 anos do Inverta!

Na Biblioteca Arlindo Pinho do Ceppes, Centro de Educação Popular e Pesquisas Econômicas e Sociais, dando inicio às comemorações dos 20 anos  do Jornal INVERTA, foi realizado no dia 22 de julho o primeiro "Piza na  Fulô". Movimento Cultural Popular que visa aglutinar as mais variadas  vertentes da cultura do povo em contraponto à cultura da classe dominante.

O primeiro "Piza na Fulô" homenageou João Batista do Vale devido a seu  trabalho de focar em especial o povo: negro, nordestino, indígena, enfim, todo o proletariado.

 

Artistas presentes!A homenagem é tanto no nome do movimento, "Piza na Fulô", uma grande composição do nosso Carcará, e consagrada em seu jeito e sua voz, como no  tema da primeira atividade do movimento: João do Vale, que foi discutido através das artes visuais, palestra, literatura, poesia, música, teatro, etc.

A noite começou com Ananias Batista, Nandin do Pandeiro e Elir Miranda cantando a musica tema do movimento "Piza na Fulô". Contou com a presença de Aluísio Pampolha Bevilaqua, editor do Jornal INVERTA que saudou a iniciativa e falou da importância da homenagem à João e também da relação do mesmo com o nascimento e objetivo do INVERTA.

Após verem a exposição fotográfica do João e dos jornais INVERTA e Granma Internacional o publico assistiu atentamente ao documentário "João do Vale Muita Gente Desconhece" de Werinton Kermes acompanhado da presença do biógrafo de João Márcio Pascoal e um de seus amigos Gilberto Lira.

Um outro momento importante da noite foi quando o apresentador e cantor Almir Sinclair, que fez questão de estar presente na Público Animadohomenagem, disse seu depoimento relembrando os momentos histórico do Opinião e do Forro Forrado terminando sua fala solfejando uma música de João.

No meio do Show o "Piza na Fulô" foi brindado com a presença da família de João do Vale representada por seu neto Gabriel Vale.

João do Vale também foi relembrado com suas principais canções como Minha História, cantada por Idioraci, um dos produtores do evento que iniciou a apresentação do músico Moraes do Acordeon e a Banda Fera show e convidados que nos fizeram reviver os grandes momentos de espetáculo de João, entre as músicas cantadas estavam: Carcará, Estrela Miúda, Canto da Ema, Coronel Antônio Bento...

Um outro momento bastante apreciado pelo público foi a voz e violão de Pedro Monteiro, vocalista da banda América Vermelha que fez o público interagir com seu violão, hora lírico, hora pesado à la "Rage Against the Machine" dando um verdadeiro toque jovem " à atividade.

Parecia que João do Vale estava presente na sua ousadia, nos pensamentos filosóficos e poéticos de todos os artistas e convidados..

A poesia também teve seu espaço com o poeta Dalberto Gomes que improvisou um poema sobre João do Vale.

A noite histórica terminou com uma homenagem à família de João, mas mesmo após o encerramento chegaram mais convidados, um grupo de professores que seguem acampados na Rua da Ajuda, foi a deixa para mais uma vez exibirmos o documentário, seguido de renovado debate.

O movimento, segundo um de seus idealizadores, o fotógrafo Jorge Ferreira, teve um início de muita importância, ele pode dar o tom à um novo momento na cultura no Rio de Janeiro ou melhor no pensamento político filosófico e cultural com o objetivo de fazer o contraponto à
cultura descartável, destaque no projeto da classe dominante. Inclusive, o próprio João do Vale sendo lembrado e mais do que isso dando nome ao projeto já é uma prova de que um outro mundo das artes é possível,uma arte comprometida com o seu povo e com a transformação da própria arte.

Luiddi Mangeffesti membro do comitê cultural da Baixada Fluminense Casimiro Damásio e também um dos produtores declarou que é ótimo ver os artistas da baixada ligados ao nosso povo sendo lembrado e também fazendo história.

"Os organizadores do Movimento Piza na Fulô declararam que o primeiro "foi significativo", e que agora é hora de arregaçar as mangas para o próximo que será "João com - vida Gonzaguinha" no dia 02 de Setembro de> 2011 na Regente Feijó, 49 2° andar.

Saudamos a todos que de uma forma ou de outra contribuíram para que o Piza se tornasse uma realidade e convidamos para o próximo.

Contato: pizanafulo@hotmail.com <mailto:pizanafulo@hotmail.com>
http://pizanafulo.blogspot.com
<http://www.inverta.org/>

Inverta
Inverta disse:
20/09/2011 15h40

Bom dia

Lindo,lindo,lindo,Piza na Fulô.So tenho uma sugestão a fazer,sempre que puder focalizar
o título e a capa do livro no momento da pŕopaganda. È fundamental que o leitor ou os
participante do Show focalize a capa e o título do livro.

Atenciosamente,
DepºMarketing

Comentários foram desativados.