debate

A agenda ambiental e o perigo que ronda o Brasil de Bolsonaro

O novo governo que tomará posse em janeiro de 2019 enfrentará grandes contradições ao levar a cabo a sua política econômica neoliberal trazendo grandes prejuízos ao ser humano e à biodiversidade como um todo. O Brasil, como país emergente, há anos têm se colocado de forma a contribuir com a agenda ecológica, foi protagonista na ECO-92, teve papel importante na RIO+20 e é cossignatário do “Acordo de Paris, da qual pode sair, segundo apontou o próximo mandatário.