Por moradia digna para todo o povo!

No dia 31 de julho de 2011, o Comitê de Luta Contra o Neoliberalismo–Ceará realizou a sua 10ª Plenária, sob o título “Por Moradia digna para todo o povo”.

No dia 31 de julho de 2011, o Comitê de Luta Contra o Neoliberalismo–Ceará realizou a sua 10ª Plenária, sob o título “Por Moradia digna para todo o povo”.

Na ocasião estiveram presentes delegações do Mondubim, Alvaro Weyne, Bela Vista, Vila União, Trilhos do Senhor, Campo de Semente, Nova Esperança, Parangaba, Pan-Americano, Bairro de Fátima, Canindezinho, Parque Dois Irmãos, Campo dos Ingleses, Boi Choco, Carlito Pamplona e Conjunto Ceará.

Foram convidados a fazer uso da palavra dois moradores da comunidade Lauro Vieira Chaves, que estavam sendo vítimas de ação de remoção por conta do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), que falaram sobre a apreensão que contagiava a comunidade, mas também da mobilização para resistir à ação sem escrúpulos do governo do estado, denunciada no pronunciamento de um dos companheiros: “As propostas que estão sendo feitas pelo governo são indecentes... Não podemos sair do lugar que aprendemos a amar, onde criamos nossos filhos, conhecemos nossos amigos, principalmente da forma que eles querem, não podemos e não sairemos”...

O resultado da luta dos moradores da Lauro Vieira Chaves resultou na mudança do projeto inicial do VLT, onde a maioria das famílias que seriam afetadas no projeto inicial não tiveram mais que sair de suas casas, houve ainda a conquista do aluguel social, do aumento no valor das indenizações e ainda a aprovação de legislação que prevê a construção de apartamentos no mesmo bairro para os moradores removidos.

Ocorre que, agora, a prefeitura de Fortaleza deseja realizar o projeto de mobilidade urbana Corredor II, que pretende ligar a Av. dos Expedicionários à Rua 15 de Novembro com um sistema de Bus Rapid Transit, o BRT, e para tanto deseja remover as famílias da chamada área remanescente, utilizando a mesma tática inicial que o governo estadual utilizou à época do VLT, através da cooptação pessoal, das ameaças, e sem oferecer mínimas garantias aos moradores.

A comunidade tem se mobilizado e não aceitará a truculência da prefeitura.


Prestando solidariedade e apoio à luta dos moradores da comunidade Lauro Vieira Chaves, o jornal Inverta publicou em sua edição 453, de 05/09/2011, matéria intitulada “Não nos expulsarão de nossas casas!”.

POR MORADIA DIGNA PARA TODO O POVO!

Ousar lutar!
Ousar vencer!
Venceremos!


Comitê de Luta Contra o Neoliberalismo - Ceárá e Juventude 5 de Julho