Economia

Crise acentua centralização no Brasil

No início da ressaca da queda generalizada dos preços desde outubro de 2008, o ano de 2010 deverá bater o recorde em número de fusões e aquisições na história do Brasil, especialmente pelo capital estrangeiro, comprovando que a centralização de capital segue sendo saída privilegiada e benefício da crise capitalista.

China segue sendo o maior detentor de títulos dos EUA

Em uma relação simbiótica cujos desdobramentos tem sido um dos principais focos do debate sobre a hegemonia mundial, a China segue sendo a maior detentora de títulos dos EUA, tendo adquirido US$ 21,7 bilhões em Treasuries (títulos do Tesouro dos Estados Unidos) apenas em agosto, o que elevou para US$ 868,4 bilhões sua posição nestes papéis. Em julho, a China havia comprado mais US$ 3 bilhões em Treasuries.

Produção industrial cai novamente nos EUA

Apesar de demonstrar recuperação em relação a setembro de 2009 (5,4%), a produção industrial dos EUA segue a contrariar as expectativas de “superação da crise” anunciadas pelo governo do país e não cresceu nada no mês de setembro de 2010, tendo inclusive caído ligeiramente (0,2%), segundo as estatísticas do Banco Central estadunidense (Federal Reserve, ou Fed).