Movimento

Greve na Universidade de São Paulo

A Universidade de São Paulo é uma das maiores do Brasil, responsável por uma boa parcela das pesquisas científicas realizadas no país. Além de gozar de grande prestígio internacionalmente, é um centro de referência do ensino superior público e um modelo no âmbito educacional. Entretanto, na atual conjuntura neoliberal, assim como muitas instituições públicas, a universidade tem sido sucateada pelo governo (no caso, estadual) e, não só seu ensino tem ficado precarizado, como também sua estrutura física obsoleta. A greve iniciada no dia 05 de maio deste ano pelos funcionários e, com apoio de boa parte dos estudantes e professores num momento seguinte, constitui uma resistência à série de ataques realizados pelo governo de José Serra e pela reitora Suely Vilela.

Mais um capítulo na produção do esquecimento

No último dia 03 de junho, o Ministro da Defesa, Sr. Nelson Jobim, convocou alguns poucos familiares de mortos e desaparecidos políticos e membros da Comissão Especial da Lei 9140/95 para uma reunião, na sede do Ministério da Defesa, em Brasília. O objetivo desse encontro era informar aos presentes da edição da Portaria nº 567, de 29/04/2009, designando um Grupo de Trabalho com a finalidade de coordenar “as atividades necessárias para a localização, recolhimento e identificação dos corpos dos guerrilheiros e militares mortos no episódio conhecido como Guerrilha do Araguaia”. A edição da referida portaria não só atropela as atribuições da Comissão Especial da Lei 9.140/95 - que tem competência legal para coordenar os trabalhos de localização e identificação dos corpos dos militantes políticos - como entrega a coordenação a um militar.

XVII Convenção de Solidariedade a Cuba, PCML Presente!

Mais um vez o Partido Comunista Marxista-Leninista se fez prezente na XVII Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba, que ocorreu na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em Florianópolis, de 10 a 13 de junho de 2009. Nesta convenção foram discutidos diversos pontos importantes tais como o Bloqueio Econômico covarde e terrorista contra Cuba, a Luta pela Libertação dos Cinco Heróis cubanos, a validação dos diplomas dos médicos graduados e pós-graduados em Cuba e a cooperação Brasil-Cuba com a participação de diversos representantes de cubanos.

Companheiro Ledo,  presente!

Faleceu no dia 26 de maio, o combativo líder operário, Ledo Spaulucci, aos 74 anos de idade, em um Hospital da cidade de Mauá - Estado de São Paulo. Filho de trabalhadores rurais, Ledo nasceu na Fazenda Taquaral, município de Piracicaba, sua luta começou cedo, em uma época que os direitos trabalhistas não eram respeitados pelos empresários. Como começou trabalhar muito cedo, Ledo começou também a ter consciência de classe. Mesmo tendo já consciência política, Ledo não conseguiu evitar de trabalhar de 1950 a 1959 sem carteira assinada, devido ainda à força do patronato aproveitando-se da debilidade dos trabalhadores no município de Piracicaba.