Internacional

Os presos políticos do império

Devido a luta contra o sistema de exploração capitalista lutadores sociais são perseguidos e encarcerados pelos EUA e lacaios. A denúncia da existência de prisões estadunidenses em vários países do mundo, evidencia o caráter classista dos aparelhos repressivos do Estado, utilizados para desmobilizar e tentar enfraquecer a organização da classe trabalhadora e impedir o avanço da mesma na construção de uma sociedade justa, que para nós é o socialismo. São os casos dos 5 heróis cubanos, dos companheiros do capítulo Peru, da CCB e de milhares de presos políticos do império. (Página 8)

Depois das provocações, a resposta da Rússia

As explosões dos fogos na abertura das Olimpíadas de Beijing, momentaneamente, tiraram a atenção mundial para outras explosões que atingiam duas regiões da Geórgia no dia 7 de agosto. Tropas do governo georgiano bombardeavam e ocupavam as principais cidades da Ossétia do Sul e da Abecásia. A capital da Ossétia do Sul foi duramente atingida, com a destruição do edifício do parlamento regional, a universidade e o principal hospital. No final do dia, estimava-se que mais de 1.400 civis tinham sido mortos e também dez soldados das tropas de paz russas.

Coluna Pelo Mundo

- Prolifera nos EUA escravidão sexual de menores; - Indústria cimenteira venezuelananormal depois de nacionalização; - Despedem-se da lutadora chilena Carmen Lazo em um massivo funeral.