Declaração de solidariedade com os palestinos

A Organização de Solidariedade dos Povos da África, Ásia e América Latina (OSPAAAL) denuncia a catástrofe em que vivem mais de 1, 5 milhão de palestinos no território de Gaza e chama a comunidade internacional para que exija o fim dessa barbárie.

Declaração de solidariedade com os palestinos


A Organização de Solidariedade dos Povos da África, Ásia e América Latina (OSPAAAL) condena energicamente as sucessivas incursões militares e as práticas terroristas que os exército israelense realiza contra o território da Faixa de Gaza, assim como as duras medidas de bloqueio de alimentos, combustível, medicamentos e outros meios de subsistência imprescindíveis para a população palestina.

A OSPAAAL, indignada por esta nova agressão sionista contra o povo palestino, faz um chamado à comunidade internacional para que exija o cessar dessa barbárie e dessa dramática catástrofe humana que um 1,5 milhão de pessoas inocentes sofrem no território de Gaza, que tem causado dezenas de mortos e feridos, entre estes, mulheres, idosos, crianças e pessoas doentes privadas de acesso à atenção médica.

Nossa organização tricontinental apóia o chamado palestino e de todas suas forças patrióticas para pôr fim ao cerco de Gaza e à desumana situação que a potência ocupante tem imposto a seus habitantes; convencida de que só uma resposta internacional efetiva pode deter a recrudescida brutalidade de Israel e o respaldo incondicional que recebe de seu poderoso aliado, o governo dos Estados Unidos.

Mais uma vez, repetimos ao irmão povo palestino a mais sincera sensibilidade diante da tragédia e do crime dos quais está sendo vítima, e a solidariedade firme e inquebrantável da OSPAAAL com seus direitos inalienáveis à constituição do Estado Palestino independente com sua capital em Jerusalém Oriental, como premissa indispensável para conseguir a paz.

Secretariado Executivo
23 de janeiro de 2008