editorial

Plano Colômbia e a guerra Cisplatina?

A crise de superprodução nos EUA, que representa 1/3 da economia mundial, poderá precipitar a atual crise geral para um novo patamar histórico, superando soberbamente a crise de 1929, que resultou na II Guerra Mundial e na mudança do padrão de acumulação do sistema capitalista e de sua política econômica, do liberalismo para o keynesianismo. Todos os especialistas americanos, da Europa e Ásia sabem disso; que toda a economia mundial está por um triz. Por isso, planos mirabolantes como AMI (Acordo Multilateral de Investimentos) são concebidos, a todo instante, pela inteligência burguesa oferecendo uma saída para a crise do sistema.