Quem tem medo da CPI da corrupção?

A movimentação no Congresso pela instalação de CPI para investigar as diversas denúncias de corrupção no governo FHC, envolvendo políticos, setores públicos e banqueiros, continua.

Quem tem medo da CPI da corrupção?

Por: José Garcia e Carla Monteiro

A movimentação no Congresso pela instalação da CPI (Comissão de Inquérito Parlamentar) com o objetivo de investigar as diversas denúncias de corrupção no governo FHC, envolvendo políticos, setores públicos e banqueiros, continua. A decisão da bancada de senadores do PMDB de não apoiar a instalação da CPI não tirou as esperanças da oposição de conseguir a quantidade de assinaturas necessárias.

O líder do PT no Senado, José Eduardo Dutra, afirmou que continuará a coleta de assinaturas na Câmara e Senado, que precisa de 141 na primeira e 27 no segundo. E já conseguiu 26 no Senado, com a promessa da assinatura de Almir Lando (PMDB-RO).

O Senador declarou também que irá mobilizar a população a favor da CPI e haverá no dia 5 de abril um ato público no Distrito Federal, que provavelmente se espalhará por todo Brasil.

Em pesquisa recente elaborada pelo Instituto Data folha, 84% da população demonstrou que está favorável à instalação da CPI. O mesmo não acontece com o governo federal e sua base aliada. As atitudes deles parecem comprovar que os mesmos têm rabo preso com os casos da PROER, caso Cacciola, REAL, BANORTE, Bam Pará DNER, Luiz Estevão, Privatização das Teles, Sudene, Sudam. E que a comprovação seria fatal na sucessão presidencial.

FHC está desesperado tentando de tudo para resolver a crise de sua base aliada, que desencadeou com a eleição de Jader para A presidência do Congresso Nacional, e para que não saia a CPI. Primeiro puniu ACM, quando este em reunião no Ministério Público, fez sérias denúncias, demitindo seus afilhados.

Depois, voltou atrás mantendo os cargos do PFL, e atende às suas reivindicações; pune seu opositor extinguindo o DNER do Pará e demite também os afilhados de Jader Barbalho. Ao mesmo tempo que ameaça com demissões, libera verbas a vontade para seus aliados O Banco Central, dirigido pelo representante do imperialismo, segundo denúncias, já se adiantou e apresentou documento onde inocenta Jader.

Afinal, uma CPI que poderá comprovar o envolvimento de grandes ases nas vésperas de eleições gerais, onde está em disputa a sucessão presidencial e onde o imperialismo também está em crise, pode ser catastrófico.

É gritante a contradição no PMDB e no PFL. Jader, assim como ACM, assinam o requerimento, mas sua base não. Eles aplicam aquele ditado popular: “faça o que eu mando, mas não faça o que eu faço”. Mas até quando eles podem ter o controle da base (muitos são candidatos nessas eleições quase gerais e não dá voto ser chamada de corrupto ou ter apoiado a corrupção). Nenhum deles se conforma em perder posição mesmo que tenha que jogar M no ventilador não importando a quem atinja Afinal, o anseio de todos é obter postos estratégicos e serem o representante maior do imperialismo americano.

De volta dos EUA, FHC apresenta mais uma medida para tentar abafar a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito foi a criação de um cargo na Corregedoria Geral da União para investigar a corrupção e nomeou para o cargo com status de ministra a procuradora da República Anadyr Mendonça Rodrigues. Resta saber se o governo tem condições de investigar insentamente o próprio governo.

O povo trabalhador não poderá mais uma vez ser enganado. Os grupos que compõem o governo não fazem outra coisa a não ser burlar a lei, iludir a opinião pública com falsas moralidades, já planejando a sucessão de FHC, fazem seus acordos para continuarem no poder.

Ao povo só resta se organizar em uma ação conjunta no sentido de reivindicar seus direitos como cidadão, e exigir que todas as denúncias sejam apuradas e seus autores punidos com a devolução do dinheiro aos cofres públicos de tudo que lhe foi lesado e prisão de todos envolvidos.

h.moreira
h.moreira disse:
13/01/2011 17h31
Lembrem-se que os Mercadantes, os Suplicys são paulistas e fazem acordo com FHC e Serra. Vide as eleições para 2010 que se avizinham...
São todos traíras do Brasil. Alguma dúvida?
Comentários foram desativados.