Homenagem a grande amiga e intelectual marxista revolucionária Marta Harnecker.

Com estas duas imagens, gostaria de homenagear e recordar a grande amiga, intelectual marxista e revolucionária, desde da década de 1970, Marta Harnecker. Marta foi Psicóloga, Jornalista e Socióloga e autora de obras inesquecível que se popularizaram em toda a América Latina, entre estas Cadernos de Educação Popular, em parceria com a socióloga Gabriela Uribe, Conceitos Elementares Do Materialismo Histórico, A Revolução América Latina, Forjando a Esperança, Ideias Novas para Tempos Novos, A Estratégia Política de Fidel Castro...

Com estas duas imagens, gostaria de homenagear e recordar a grande amiga, intelectual marxista e revolucionária, desde da década de 1970, Marta Harnecker. Marta foi Psicóloga, Jornalista e Socióloga e autora de obras inesquecível que se popularizaram em toda a América Latina, entre estas Cadernos de Educação Popular, em parceria com a socióloga Gabriela Uribe, Conceitos Elementares Do Materialismo Histórico, A Revolução América Latina, Forjando a Esperança, Ideias Novas para Tempos Novos, A Estratégia Política de Fidel Castro...

A primeira foto foi em meu retorno a Cuba em 1991, no Centro de Estudos Salvador Allende Havana, entidade que ela dirigia e ainda companheira do grande comandante Manuel Piñero (Barbaroja), Ministro do Interior da República de Cuba. Conosco estão os grandes camaradas Hélio Dutra, revolucionário brasileiro residente em Cuba desde antes da Revolução, e Waldemiro Cavalcante, revolucionário brasileiro, ex-secretário do comunista Gregorio Bezerra. A fotógrafa era a socióloga Gabriela Uribe, parceira intelectual de Marta.

A segunda foto, dez anos depois, quando acertamos uma série de publicações de seu trabalho no Brasil. Conosco, o camarada Zola Florenzano, comunista revolucionário e tenente-coronel da reserva da Força Aérea, combatente do Levante de 1935.

Até sempre amiga, camarada, dirigente e educadora do movimento revolucionário da América Latina.

Para mim, foi uma honra ter colaborado com sua pesquisa sobre as novas lideranças e organizações de esquerda no Brasil e ser responsável pela edição e publicação de algumas de suas obras em português.

Marta Harnecker constitui uma presença indelével na história revolucionária da América Latina por seu trabalho intelectual e ação prática, especialmente no Chile, em Cuba e na Venezuela. Certo que continuará a viver nos corações, história e luta dos comunistas revolucionários no Brasil.

Até sempre Cmda Marta!

Aluisio Bevilaqua