Associação República do Samba abre espaço para artistas populares

Embora estampe no nome a palavra samba, a Associação Cultural República do Samba chega para acolher todo o segmento cultural e artístico do país: fotografia, ilustração, audiovisual, literatura, dança, música, teatro e outras; seja profissional ou amador.

Embora estampe no nome a palavra samba, a Associação Cultural República do Samba chega para acolher todo o segmento cultural e artístico do país: fotografia, ilustração, audiovisual, literatura, dança, música, teatro e outras; seja profissional ou amador.

A associação é dividida em dois departamentos principais: artístico e cidadania. Enquanto o primeiro oferece aos profissionais serviços nas áreas de Comunicação, Marketing e Produção; o segundo reúne os associados não artistas. Estes recebem os seguintes benefícios: descontos em eventos, cursos (República Literária do Samba, Produção Cultural, Técnicas de Redação Jornalística Aplicadas às Redes Sociais) e grupos de estudos, além de festas, turismo e participação no Grupo República do Samba, na Associação de Escolas de Samba do Rio de Janeiro.

Em síntese, a Associação Cultural República do Samba é uma Agência Popular de Comunicação & Marketing cuja missão é oferecer suporte de desenvolvimento às carreiras de artistas da periferia. Por esta razão, a instituição convida as amigas e os amigos da República do Samba, 20 anos a participarem das reuniões de novos associados. Os encontros acontecem sempre às quintas-feiras e sábados, no Centro Cultural José Bonifácio, de 14 às 16 horas. O Centro Cultural José Bonifácio fica na Rua Pedro Ernesto, 80 – Gamboa – Rio de Janeiro.

República Literária do Samba

Prevista para iniciar no segundo semestre de 2018, na Associação Cultural República do Samba, a Oficina on line República Literária do Samba (pesquisa, estudo e prática da cultura do samba carioca) está com inscrições abertas. O processo de inscrição é bem simples: envie nome e grau de instrução para o republicadosamba@gmail.com. Os contatos podem ser feitos com o coordenador do projeto “República do Samba, 20 anos”, o jornalista Mauro Viana, através do whatsapp: (21)98648-4736 e (21)98020-7821.

Na cerimônia de lançamento, a trilha sonora da Oficina República Literária do Samba será composta por grandes nomes do samba da metade do século XX até os dias de hoje. Além disso, serão exibidas imagens do projeto República do Samba (20 anos de existência) cujo acervo reúne Walter Alfaiate, Claudio Camunguelo, Tia Doca, Darcy da Mangueira, Seu Xangô da Mangueira e Luiz Carlos da Vila, Barbeirinho do Jacarezinho, entre outros.

Viana informa que a Oficina República Literária do Samba admitirá 20 participantes (de 18 anos em diante) de ambos os sexos, portadores de diploma de Ensino Médio. “Os alunos e as alunas praticarão todas as etapas de produção de um livro. No encerramento, todas e todos acompanharão as etapas de produção do livro República do Samba”. A previsão é que o livro seja lançado no Dia Nacional do Samba, em 2 de dezembro de 2018.

República do Samba, 20 anos de história

Prestes a completar duas décadas, o projeto República do Samba preserva um acervo (artistas, escritores, pesquisadores) nas mais variadas mídias. Sejam elas em audiovisual, fotos, teses acadêmicas e matérias jornalísticas. Todo este acervo (mais a bibliografia básica) será estudado, avaliado e interpretado à luz do contexto histórico e cultural. Sistematizado, o material será a base do projeto pedagógico República Literária do Samba. Na oficina, os alunos vivenciarão todas as etapas de produção de livro.

A Oficina República Literária do Samba terá como desdobramento a itinerância da Biblioteca República do Samba, 20 anos. A Biblioteca Móvel República do Samba, apresentará o projeto Cena Literária (sarau, jornalismo, teatro e música) com vários autores. As instituições (Escolas de Samba, Escolas de Ensino Médio, Universidades, Sindicatos, Organizações do Terceiro Setor e etc.) interessadas em receber o projeto Cena Literária devem enviar e-mail para republicadosamba@gmail.com com as seguintes indicações: instituição, nome do responsável, data, e horários disponíveis e estimativa de público.

Tem mais: a oficina República Literária do Samba chega para aproximar o futuro pesquisador do estudo e da prática da cultura e da história do samba no Rio de Janeiro. Por este motivo, a oficina, tal qual um barracão do conhecimento, produzirá não somente alegorias e/ou ornamentos, mas também interesse intelectual pela vida e obra de artistas, pesquisadores e escritores populares.

A Oficina República Literária do Samba, enfim, é um convite ao pensamento filosófico cuja complexidade da cultura do samba - e somente ela - é capaz de produzir.

República Literária do Samba

A história do samba carioca em oficina gratuita

Módulo 1

Pesquisa & Leitura:
O contexto histórico dos anos 1910
A Música Popular Brasileira em Busca de Identidade
A fusão dos ritmos e culturas luso-afro-indígenas

Módulo 2

Leitura & Produção de textos
A estética religiosa em direção à cultura musical
1999: O projeto República do Samba em 3 mídias, 3 tempos e para 3 gerações
2000: República do Samba e os Compositores: Walter Alfaiate, Zé Keti, Aldir Blanc, Moacyr Luz, Cartola, Seu Jair do Cavaquinho, Seu Argemiro, Barbeirinho do Jacarezinho, Seu Xangô da Mangueira, Darcy da Mangueira, Nei Lopes...

Módulo 3

Práticas, Transcrição, Redação e Revisão
O registro histórico do República do Samba na revitalização dos espaços de samba (Lapa, Pedra do Sal).
O registro histórico do surgimento do Centro Cultural Cartola. O registro histórico dos grupos de Velha Guarda através da Associação da Velha Guarda do Estado do Rio de Janeiro.
O samba recoloca o bairro no mapa cultural da cidade: Buraco do Galo (Oswaldo Cruz), Baluartes de Turiaçu, Sal do Samba (Pedra do Sal).

Módulo 4

Samba das Moças
Prática de Pesquisa e Redação sobre a importância das mulheres na cultura do samba.

Módulo 5

Alas Históricas e/ou a História das alas
Ala dos Boêmios e Ala dos Periquitos da Mangueira

Módulo 6

Técnicas de ilustração & Editoração

Módulo 7

Impressão - Acompanhamento Gráfico
Encerramento: Lançamento do livro “República do Samba, 20 anos”

Mauro Viana