Aquarela brasileira: 200 anos de arte

A partir do dia 21, o Centro Cultural Light apresenta a exposição “Aquarela brasileira”, organizada pelo professor Alberto Kaplan, que contará com 115 obras de artistas brasileiros e estrangeiros que pintaram em aquarela nos últimos dois séculos.

Aquarela brasileira: 200 anos de arte



A partir do dia 21, o Centro Cultural Light apresenta a exposição “Aquarela brasileira”, organizada pelo professor Alberto Kaplan, que contará com 115 obras de artistas brasileiros e estrangeiros que pintaram em aquarela nos últimos dois séculos.

São sete módulos em que os dois primeiros apresentam telas dos artistas viajantes que se inspiraram nas paisagens da fauna e flora para retratar as belezas de nossa natureza.

O terceiro apresenta telas do período em que o país ingressa na Escola Imperial de Belas Artes. E os demais trazem a riquíssima produção do Modernismo, que o próprio curador Kaplan destaca como ponto máximo da exposição. Para ele, foi nesse período nas mãos dos gênios da pintura brasileira como Di Cavalcanti, Bandeira e Guinard que a aquarela experimentou o seu auge técnico e esplendor. Daí em diante há que se destacar as aquarelas expressionistas de Goeldi e Segall e Iberê Camargo.

Sem dúvida, a combinação de grandes nomes com alguns poucos conhecidos tornam a exposição instigante para quem quer aprofundar-se no conhecimento desta técnica de pintura tanto em sua diversidade estilística quanto histórica. Esta idéia de panorama foi o objetivo da exposição quando o Kaplan ao selecionar de cada pintor, uma tela mais representativa de sua obra em aquarela, chegando a expressiva centena de artistas no painel do Centro Cultural Light.

Com um vasto currículo sobre o tema, o professor Alberto Kaplan, 44, leciona há mais de 20 anos na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV), sendo um dos grandes e raros estudiosos sobre a técnica que ensina na entidade.

O Centro Cultural Light fica na Avenida Marechal Floriano, Centro, Rio de Janeiro.


julia
julia disse:
13/01/2011 17h31
eu preciso e de nomes de alguna artista da aquarela e não esse texto, isso eu ja tenho.
Comentários foram desativados.