A histórica traição do governo golpista de Temer

O governo corrupto, ilegítimo e golpista de Michel Temer está tentando privatizar o Brasil a qualquer custo a preço de banana. Um pacote de privatizações de empresas estatais, como a Eletrobrás e a Petrobrás, já está na mira desta escória que tomou o poder no Brasil depois de um golpe de Estado contra uma presidente eleita democraticamente pela população.

O governo corrupto, ilegítimo e golpista de Michel Temer está tentando privatizar o Brasil a qualquer custo a preço de banana. Um pacote de privatizações de empresas estatais, como a Eletrobrás e a Petrobrás, já está na mira desta escória que tomou o poder no Brasil depois de um golpe de Estado contra uma presidente eleita democraticamente pela população.

O acinte da avacalhação tupiniquim e do delírio golpista e neoliberal é vender o território nacional aos interesses estrangeiros como está sendo divulgado pela imprensa. A contrapartida do Golpe de 2016 e a não aceitação pelo Congresso Nacional da denúncia contra Temer está sendo cobrado agora pelos financiadores das campanhas políticas que querem acabar com a esperança no futuro do Brasil.

A privatização da Amazônia é mais um capítulo da falta de escrúpulos das classes dirigentes brasileiras. A bancada ruralista no parlamento brasileiro é a que tem mais representantes. Com este projeto de vender a floresta amazônica, que é a maior reserva de água doce do planeta e com a biodiversidade mais rica do mundo, além das riquezas incomensuráveis dos minerais, como o Nióbio, que o Brasil tem mais de 90% do total mundial em nosso território. Este absurdo de traição vai render aos grileiros de terras na Amazônia um total de R$ 605 milhões.

Precisamos dar um basta a esta entrega do Brasil aos interesses privados estrangeiros, uma vez que 5 meses antes do anúncio da privatização de uma parte da área do Amapá vários grupos internacionais foram avisados pelos golpistas. Estão ameaçadas a vida silvestre, animal, a fauna e a flora de toda a região amazônica.

Para fechar as contas públicas no final do ano para pagar as oligarquias financeiras e garantir que tenham os maiores lucros do mundo, o governo golpista quer vender a Eletrobrás e a Petrobrás. O Pré-Sal e a matriz energética hidrelétrica mais limpa do planeta estão ameaçados pela ganância neoliberal. Com as maiores reservas de petróleo do mundo, que podem chegar a 200 bilhões de barris, os neoliberais golpistas querem queimar o futuro das gerações de brasileiros.

A queda do valor das empresas brasileiras está fazendo com que o mercado fique cada vez mais oligopolizado e os consórcios estrangeiros estão conseguindo comprar os ativos na maior pechincha da economia global, tornando o país futuramente cada vez mais dependente da importação de tecnologias e voltando a ser um país exportador de produtos primários, ou seja, volta a ser uma colônia perdendo a soberania nacional.

Júlio Cesar Freixo Lobo