debate

Sobre a fala do Janot

Se para a própria justiça estaria evidente, segundo o artigo do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, publicado na “Folha de S. Paulo” da quinta-feira, 26 de maio de 2017, que não é possível corrigirmos a criminosa cultura da corrupção entranhada no país sem o uso de “meios fora do caminho tradicional”, estão aumentados os méritos de Dilma e Lula por terem conseguido - em meio a esse mar de lama - arrancar progressos para todo o país fazendo acordos políticos dentro do ambiente político possível, sem se envolverem na corrupção enquanto partícipes deliberados ou criadores dela, como demonstra a falta de provas contra eles.

Inspirar-se em Marx e Lênin: Forjar a unidade dos comunistas!

Estas notas que, mesmo reunidas, não têm a pretensão de constituir-se em artigo, não derivam de nenhum processo coletivo de discussão. São, nas suas flagrantes limitações e modestas intenções, talvez, equivocadas, de plena responsabilidade do autor. Como militante e dirigente do Partido Comunista Marxista-Leninista (Brasil) - PCML (Br), não me recuso à investigação, mesmo que superficial, das diversas expressões, sérias ou caricatas, do Movimento Comunista Nacional.