Social

Universidade Estadual do Rio de Janeiro combate Escola “sem” partido

Em meio ao profundo processo de sucateamento, a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) deu provas de resistência no dia 3 de abril de 2017. Na mesma data em que uma multidão de jovens se acotovelava para assistir a conferência da filósofa Marilena Chauí, intitulada “A Crise nas Universidades Públicas”, a UERJ, através de seu Laboratório de Políticas Públicas, fez o lançamento do livro Escola “sem” Partido: Esfinge que ameaça a educação e a sociedade brasileira. Organizado pelo pesquisador Gaudêncio Frigotto, o livro é composto por artigos de acadêmicos e estudiosos que analisam alguns dos múltiplos aspectos do Projeto de Lei Escola sem Partido.