Social

O crime contra o Rio Doce: Um ano de lama e luta

Em 5 de novembro de 2016, a maior tragédia socioambiental do Brasil completou um ano. Na mesma data de 2015, no estado de Minas Gerais, rompeu a barragem de Fundão, onde eram depositados rejeitos de mineração da empresa Samarco (propriedade das multinacionais Vale e BHP Billiton), lançando uma onda de lama tóxica ao Rio Carmo, eventualmente atingindo o Rio Doce em toda sua extensão, até chegar ao mar e se dispersar pelo litoral, rumo ao norte e sul. Suas consequências devastadoras continuam a atormentar milhares de famílias em toda a Bacia do Rio Doce, de Mariana (MG) até Regência (ES), e os impactos ambientais da lama que continua descendo chegam até Abrolhos (BA).

Reforma no Ensino Médio: crime de lesa-pátria!

No dia 23 de setembro, na penumbra do golpe, o governo biônico tratou de apresentar a Medida Provisória (MP) 746/2016, chamada de “Reforma do Ensino Médio”. Sem nenhum debate democrático com entidades representativas de professores e estudantes, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) foi violada por uma canetada. É uma agressão que o povo brasileiro seja privado de debate com essa relevância.