Politica

Crimes de Maio: A violência de Estado encoberta e suas razões

O coletivo Mães de Maio, fundado por Débora, mãe de Edson, e composto por outras mulheres que perderam seus filhos e filhas vítimas da violência policial, fala de um Maio sem fim. Esse maio é o que temos de janeiro a janeiro nas periferias, apenas com mortes mais espaçadas. No olhar da pessoa periférica, os aparelhos de segurança do Estado efetuam uma verdadeira ação de extermínio.

Reflexões sobre a imprensa

A força que os grandes veículos de imprensa demonstraram nos serve de alerta quando olhamos a realidade brasileira no que diz respeito à imprensa, e vemos como algumas dezenas de famílias controlam praticamente toda a circulação de informação no território nacional.