Pelo Mundo...

Fonte: Agência de Notícias Xinhua e Prensa Latina

 

FARC-EP esperançosa em anunciar neste ano o fim da guerra na Colômbia

A delegação das FARC-EP, em Havana, tem certeza de que, neste ano de 2016, os colombianos poderão contar com um acordo de paz que lhes permita dizer: A guerra acabou. “Nosso compromisso e decisão política é continuar avançando com todo nosso empenho para a assinatura de um Acordo final, que dê início ao complexo processo do “Fim do conflito” e à implementação de todos os acordos”, destaca o comunicado da força guerrilheira.

O texto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia-Exército do Povo (FARC-EP), lido por Iván Márquez, chefe da delegação insurgente nos diálogos com o governo colombiano indica que se está em um momento decisivo do processo. Ele detalhou que isso  exigirá tanto uma definição dos alcances e dos conteúdos específicos do Acordo final como a garantia de que tudo o que foi combinado possa ser efetivamente materializado. “Trata-se de que o acordo não fique somente no papel à moda de um catálogo de promessas e de boas intenções”, indica. Acrescenta ainda “estamos pensando que o Acordo Final deve gozar do mais amplo apoio do povo colombiano”.

Voz continental clama pela soberania da Venezuela

Foi realizado de 24 a 28 de fevereiro no estado de Miranda, o Encontro Continental de Comunicação, promovido pelo capítulo de movimentos sociais da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América (ALBA).  A esse respeito, o diretor da ALBATV considerou um fato transcendental e estratégico que uma centena de profissionais de 24 países, em nome de mais de 80 organizações populares, se reunissem precisamente na Venezuela, alvo do ataque da direita, para refletir e projetar ações conjuntas no terreno da comunicação.