Economia

O balanço da Petrobrás em 2014

A Petrobrás divulgou o seu balanço para o ano de 2014 com uma perda de R$ 21 bilhões no total. Com o potencial do Pré-sal não será difícil que a empresa se recupere. Com a volta da confiança do mercado e com a punição dos culpados pela corrupção haverá mais capacidade de recuperação das perdas. O empréstimo da China no valor de US$ 3,5 bilhões para a estatal revela que assim como os investidores, os brasileiros devem voltar a ter segurança na força corporativa da Petrobrás.

A disputa entre a Argentina e o Citibank

O governo da presidenta Cristina Kirchner resolveu enfrentar o Citigroup na questão da dívida da Argentina, suspendeu o funcionamento do Citibank no país porque a instituição é a principal fiadora dos “fundos abutres”. Também solicitou que a justiça do país não reconheça as decisões estrangeiras de domínio da soberania argentina. A solidariedade internacional é importante para que a Argentina enfrente as pressões dos credores externos.

A Grécia e a Zona do Euro

O governo do Syrza, na Grécia, se nega a atender as pressões da União Europeia e se submenter a austeridade proposta pelos credores da sua dívida. Para enfrentar o arrocho das contas públicas feito pela Alemanha o governo grego cobra do governo alemão dívidas relativas à ocupação nazista na 2ª Guerra Mundial que massacrou a população do país e destruiu a sua economia.