Economia

O caos na saúde pública de Fortaleza é sintoma neoliberal

A falta de investimentos na saúde pública de Fortaleza é um sintoma do projeto neoliberal desenvolvido nesta área essencial para a população mais pobre. A superlotação dos postos de saúde, a falta de medicamentos, a demora nos exames entre outros problemas que a população da capital cearense enfrenta é um sintoma claro da aplicação do projeto de privatização da saúde pública visando o lucro das empresas privadas.