Social

A política de extermínio da direita e a criminalização da pobreza em São Paulo

A violência não é uma novidade em São Paulo, porém se intensificou com mais de 190 pessoas assassinadas em dezoito dias. Para a análise da complexa realidade não se pode omitir o contexto de policialização/militarização da política (coronéis como subprefeitos de 30 das 31 subprefeituras, militares eleitos como vereadores), no qual homens truculentos da polícia militar estão no alto escalão da segurança pública.

O fantasma da miséria na ilha da prosperidade

O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) divulgou no ultimo dia 5/11 dados em que demonstram Fortaleza como a cidade que tem o maior número de pessoas na pobreza extrema. Segundo a pesquisa, a capital cearense tem aproximadamente 134 mil pessoas nessas condições, o que representa 5,5% da população e possui o maior número de miseráveis em proporção demográfica, em comparação com outras cidades do interior do Estado.