Atletas correm em defesa do meio ambiente

No Parque Nacional da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro, dezenas de atletas participaram da Meia Maratona do Meio Ambiente. O Jornal INVERTA, um dos apoiadores do evento, esteve presente e conferiu a corrida que aconteceu no dia 19 de junho e teve dentre seus objetivos alertar e conscientizar para a necessidade de defesa do nosso planeta frente aos efeitos da mudança climática.

“Nós precisamos estar sempre participando, principalmente quando se fala de meio ambiente, que já está a esse nível que vivemos, tão deteriorado. Ainda há tempo de incentivar cada vez mais”, afirmou o atleta Jorge de Carvalho, 64 anos, que participou da meia maratona, e disse sentir-se satisfeito pela presença de idosos e também de muitos jovens, o que mostra que estão comprometidos no cuidado com a natureza.

Na classificação, em primeiro lugar chegou Gilberto Pereira da Silveira, categoria 40-44; em segundo, Pedro Antônio Madalena, categoria 50-54; na terceira colocação ficou Jorge José Pinheiro, 45-49; na quarta, Hélio José Pinheiro, 50-54; e na quinta, Francisco de Assis Soares de Mello, 50-54.

A corrida foi idealizada por Dailton Fontes Soares, também maratonista, que não mediu esforços para realizar a atividade e afirmou que pretende levar o projeto para a Baixada Fluminense. “O esporte está muito massificado na capital enquanto na Baixada estamos precisando de muitas ações como essa. E sabemos que lá existem enes atletas que não têm apoio e que nós vamos buscar e fazê-los despontar. Vão dar muito trabalho nas Olimpíadas de 2016”, disse Soares.

A Meia Maratona do Meio Ambiente foi realizada através do Conselho Comunitário de Esporte, cujo secretário é Luis Leal.

Segundo Soares, outro projeto em pauta é a Maratona de Zumbi a João Cândido, que destacará e homenageará os líderes da resistência e luta pelo fim da escravidão no Brasil.


Sucursal RJ