Dídimo Quirino de Mello: Presente!

Aqueles que lutaram toda a vida pela revolução continuam vivos em nossa luta.

Faleceu no dia 27 de fevereiro de 2011, aos 75 anos, o camarada Dídimo Quirino de Mello, comunista histórico da cidade de Petrópolis. Nascido no dia 17 de abril de 1935 na cidade de Três Rios na região serrana do Rio de Janeiro, Dídimo trabalhou como tecelão, em uma época em que essa indústria em Petrópolis era uma das maiores do mundo.


Logo Dídimo se politizou e passou a integrar as fileiras do Partido Comunista, ainda nos anos 60, opção de vida que levou-o a ser perseguido durante a Ditadura Militar, chegando a ser preso. Após o fim da ditadura, por sua grande experiência prática, ele se tornou uma referência para todos os movimentos sociais e partidos de esquerda da região. Também foi fundador da Associação dos Aposentados e Pensionistas do Município de Petrópolis e seu principal dirigente.


Leitor assíduo do Jornal Inverta e do Granma Internacional, Dídimo fazia questão de renovar sua assinatura com antecedência e sempre respondeu as convocações que lhe foram feitas. Grande orador, Dídimo participou do Primeiro de Maio organizado pelo PCML(Br) em 2009, na Quinta da Boa Vista, junto de Wanilton Reis dos Santos, presidente do Sindicato dos Têxteis de Petrópolis, onde discursou a juventude presente.


Poucos dias antes de falecer Dídimo fez uma mensagem ao Inverta: “Eu amo esse jornal, O Inverta é tudo para mim”. Nos despedimos do companheiro, com a certeza de que seu exemplo de luta será seguido pelas novas gerações que levam adiante a Refundação do Partido Comunista em nosso país, da mesma forma que o camarada, nascido no ano do Levante Comunista de 1935, inspirou-se na geração anterior à dele, aquela que fundou o Partido Comunista em 1922.

Sucursal RJ