Política

Política parlamentar brasileira: Lição de exploração do povo pobre e do proletariado

Nas últimas semanas se desenvolveu espetacular rebuliço no parlamento brasileiro, em especial, no senado federal em um processo de denúncias constantes, alcançando como alvo principal o seu presidente, José Sarney, acusado de contratar ilegalmente parentes e familiares, esta situação respingou no presidente da república, Luís Inácio Lula da Silva, por acusar a grande mídia burguesa de contaminar o processo sem esperar a solução de todos os fatos e denúncias internas ocorridas, no Senado, partindo para o ato condenatório imediatamente, comparando este comportamento com as mesmas práticas da ditadura militar e, corroborando esta afirmação, completou que estão levando o Senado e a Câmara dos deputados a correrem o sério risco de, diante da constante desmoralização, tornarem-se instituições que terão que fechar suas portas.

Nova corrida armamentista na América do Sul?

A hegemonia política dos EUA na AL vem sendo contestada, para o desespero dos ianques e de seus acordos sobre a fabricação, comercialização e consumo desses armamentos. Organismos internacionais apontam uma crescente corrida armamentista no continente. O Brasil vem dando tímidos passos para a sua soberania. Em setembro, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, irá divulgar o Plano Nacional da Defesa, mas enquanto se fala em construir submarino nuclear para defender as reservas ainda se tem dúvida se este patrimônio nacional deve ficar nas mãos da iniciativa privada.

Reabertura de Investigações contra Torturadores e Assassinos do Regime Militar

Finalmente, o Ministério Público Militar reabriu as investigações sobre desaparecidos, no regime militar, entre 1964 e 1985. Segundo informações, um ofício foi encaminhado pela Procuradoria Geral da Justiça Militar ao Comando do Exército solicitando informações sobre as funções dos oficiais do famigerado DOI-CODI, covil de agentes criminosos do Terrorismo de Estado, durante a ditadura militar.