Política

A crise e o remédio do governo Lula

Não há dúvida que a grave crise provocada pela política de terror neoliberal é o principal pano de fundo de toda a conjuntura internacional, inclusive nacional. O governo Lula procura de todas as formas minimizar a crise no país e vender a imagem de que no Brasil vai tudo bem, obrigado. Quer afastar a crise sem mudar os rumos de sua política econômica. Mas, para a massa consumir mais, precisa de salário, emprego, seguridade social e crédito facilitado.

A política e o Congresso Nacional

A relação do governo Federal com o Congresso Nacional permaneceu em um constante combate entre os chamados grandes partidos, onde PSDB e DEMO, representantes da oligarquia financeira imperialista e reacionária, mantiveram lutas antigoverno, dividindo as bancadas da Câmara e do Senado. A política de concessões também foi necessária ao governo para fazer passar seus projetos, fazendo sangrar no mar de favores legislativos as medidas que deveriam melhorar a vida do povo brasileiro.

O novo mapa político do Brasil com as mudanças após as eleições municipais

As eleições municipais que ocorreram em outubro de 2008 têm gerado uma reflexão política muito mais detalhada, pois havia uma grande perspectiva de que o PT fizesse um número expressivo de prefeituras, mas foi frustrada a expectativa de que as forças políticas ficassem equilibradas. Em relação às eleições municipais anteriores o PT cresceu, porém não foi suficiente para manter o domínio político. Um novo mapa político surgiu após as eleições, os prefeitos eleitos serviram de apoio aos candidatos que almejam assumir a presidência da república em 2010.

Panorama do Sul

Não cessam as maldades praticadas pelo governo gaúcho aos trabalhadores. A última da Governadora tucana Yeda Crusius foi descontar os dias que a categoria de Policiais Civis e Professores da rede estadual estiveram paralisados.