Internacional

Fidel Castro destaca histórias protagonizadas pelo povo cubano

O líder da Revolução cubana, Fidel Castro, afirmou que é necessário que jovens internacionalistas e revolucionários, capazes de sentir e atuar, reúnam para a história os capítulos que o povo cubano foi capaz de protagonizar. Na terceira e última parte do artigo titulado “A verdade na batalha e o livro de Martín Blandino”, divulgado pela publicação digital Cubadebate, Fidel Castro destaca que as Forças Armadas Revolucionárias (FAR) “constituem para nosso Partido um baluarte inexpugnável, um Exército Mambí que desta vez não foi nem será jamais desarmado”.

O mundo em crise e o Oriente Médio

Que elementos novos, presentes na conjuntura do Oriente Médio, podem ser levantados nesse momento de agravamento da crise capitalista? Compreender o que se passa nessa região tem relevância, porque sabemos que trata-se, juntamente com a América Latina, de área estratégica nos planos do imperialismo.

Mais uma faceta da crise dos EUA

Ao ler jornais, assistir os programas de opinião, os noticiários nas rádios e televisões os espectadores escutam sobre a catastrófica crise financeira que atingiu o centro do império e que certamente terá sérias repercussões e conseqüências em todo o mundo. As palavras mais escutadas são bolsa de valores, subprime, alta do dólar, ações, pacote de resgate, seguradores, bancos... Porém, onde ficam as pessoas nestas análises e notícias? Como esta crise está afetando e irá afetar a vida dos milhões de homens e mulheres que não são os responsáveis pela mesma? O que acontecerá com os responsáveis?

O homem, a natureza e o desenvolvimento sustentável

O homem é o único animal que consegue transformar a natureza a seu favor, e quanto mais ele se desenvolve, mais essa relação se estreita. Esse convívio deve ser equilibrado para que não haja o esgotamento das fontes de matéria-prima. É preciso entender que o homem faz parte da natureza, uma vez que destrói a natureza, ele está destruindo a si mesmo.

Bolívia rumo à refundação nacional

O texto constitucional boliviano que é composto por 411 capítulos terá 100 deles modificados com a nova constituição, é expressão das reivindicações de setores sociais e também de agrupamentos opositores. O texto também terá mudanças no que relativas à estrutura do Congresso, regime eleitoral, autonomias, terras, justiça indígena e aprendizagem obrigatória de idiomas de povos originários.