Caso Dantas-Nahas: O povo quer quadrilha na cadeia!

As quadrilhas associadas do banqueiro Daniel Dantas e do especulador financeiro Naji Nahas, que deram um prejuízo aos cofres públicos, já estão se dando bem há muito tempo, só na época do governo FH embolsaram 16 bilhões de dólares, mas o verdadeiro prejú que deram aos cofres públicos supera em muito essa quantia.

Caso Dantas-Nahas: O povo quer quadrilha na cadeia!


Em 2005, o PCML em conjunto com outras forças políticas e movimentos sociais denunciava o colapso do governo Lula, PT e aliados, afogados em uma onda de golpes de corrupção ativa e passiva, no documento “ Carta ao Povo Brasileiro “. O que num primeiro momento se anunciava como até mesmo uma atitude política leviana para muitos consubstancia-se, em 2008, como uma leviandade, realmente, porém, das oligarquias financeiras que como afirmávamos, então, “travavam a partilha do saque ou erário e patrimônio público ao invés de administrá-los com probidade”, restando ao povo trabalhador brasileiro a miséria, o trabalho aviltante e a opressão.

As quadrilhas associadas de Daniel Dantas, e de Naji Nahas, o primeiro banqueiro bem-sucedido, proprietário do Banco Opportunity, o segundo especulador de bolsas de valores, nacionais e internacionais, capaz de possuir informações privilegiadas de empresas como a Petrobras, como saber o momento de variação da taxa de juros básica dos EUA, através do conhecimento das ações do Banco Central estadunidense (FED).

Dantas possuía espaço e acesso nas decisões de Estado à época de FHC, onde controlava , inclusive, a equipe econômica onde só no negócio da privatização das Telecomunicações embolsaram algo em torno de 16 bilhões de dólares, não se comparando aos milhões como no caso de Marcos Valério durante o governo Lula.

No entanto, a indignação deste senhor se deu pela mudança do setor das oligarquias financeiras com a ascensão de Lula ao governo. Henrique Meirelles, representante do Bank Boston, retirou o City Group( CityBank ) que possuía seus interesses representados através do Grupo Opportunity, de Daniel Dantas. Este também não se satisfez e monitorou o governo Lula contratando a Kroll, empresa de espionagem dos EUA formada por ex-agentes da CIA e do FBI. Com isso perdeu o controle dos fundos de pensão PREVI, perdeu ..a representação junto ao Citygroup, não conseguindo manter a Telecom Itália, e a Brasil Telecom. Usou, então, a parte mais corrupta do governo vindo a estourar a CPMI dos Correios, envolvendo não só o PTB, porém, toda alta cúpula do PT, capitaneados por José Dirceu, e arrastando nomes como de José Genoíno, Guchiken, e toda direção nacional de então.

Os quadrilheiros sabem que possuem poderes especiais, a ponto do juiz Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal, criar a figura do “foro privilegiado”, segundo o procurador da república, e um dos responsáveis pela operação que levou a prisão dos envolvidos “Satiagraha”, Rodrigo De Grandis, sugerindo ainda que não existindo esta prerrogativa na atual Constituição, esta decisão ofendeu juízes naturais de instâncias inferiores, pois o hábeas corpus de Dantas era preventivo, não havendo a mínima acusação formulada até o momento do desencadeamento da operação da polícia federal,e do Ministério Público.

Na verdade a prisão de Daniel Dantas comprometeu as instituições dos Três poderes, a justiça não se entendeu em seus tribunais das três instâncias, chegando a ameaça de investigação do juiz Fausto de Sanctis, da 6º Vara Criminal de justiça.

O Congresso Nacional desapareceu com provas que incriminavam ao Sr. Naji Nahas em flagrante papel de criar obstáculos as investigações.

O poder executivo teve dois pesos e duas medidas com relação a crise deflagrada no interior da própria PF, que sacrificou o delegado que estava a frente das investigações, ao mesmo tempo a Agência Brasileira de informações (ABIN), envolveu-se em operação sem autorização dos superiores da PF.

O que realmente acontece é que vários políticos, autoridades judiciais, e outros membros da sociedade capitalista brasileira, comprometeram-se ou diretamente com os líderes das quadrilhas, ou com pessoas que faziam os elos com as organizações criminosas, como por exemplo, Humberto Braz e Celso Pita, além de Hugo Chicaroni, o primeiro e o último envolvidos na tentativa de suborno a um delegado da polícia federal.

Várias pontas precisam se emendar para alcançar o verdadeiro alcance do prejuízo causado aos cofres públicos, por estas duas quadrilhas com ramificações em todos os partidos políticos, principalmente o PSDB e o DEMO ( antigo PFL ), o grupo de Dantas será investigado pelas ligações que possui com a privatização do BANESTADO, do Paraná, além se suspeita da existência de um golpe financeiro na Itália, envolvendo doleiros, políticos, especuladores quando Daniel Dantas procurava manter o controle da Telecom Itália e da Brasil Telecom. Nahas precisa explicar as fontes de suas informações, que causaram grande prejuízo a Petrobras, principalmente.

Além disso, a caixa preta contida nas gravações da Kroll não foram de todo desvendadas. A “Carta ao Povo Brasileiro” mostrou antes dos fatos conhecidos de hoje como são cinza e mal-cheirosos os colarinhos brancos das classes dominantes no modo de produção capitalista, e só a luta proletária e popular, limpará a vida da maioria e trará dignidade para todos os trabalhadores do campo e da cidade.

Haroldo de Moura