Lançamento nacional da Revista Tricontinental e Mostra sobre Che

O lançamento nacional da Revista Tricontinental, da Organização de Solidariedade com os Povos de Ásia, África e América Latina (OSPAAAL) foi realizado em São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Nova Friburgo-RJ, Cerrado (MS) e Pelotas (RS), ocasião em que também foi realizada a abertura da Exposição “Che Guevara ontem, hoje e sempre”.

Lançamento nacional da Revista Tricontinental e Mostra sobre Che



O lançamento nacional da Revista Tricontinental, da Organização de Solidariedade com os Povos de Ásia, África e América Latina (OSPAAAL) foi realizado em São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Nova Friburgo-RJ, Cerrado (MS) e Pelotas (RS), ocasião em que também foi realizada a abertura da Exposição “Che Guevara ontem, hoje e sempre”. Esteve presente na maioria dos lançamentos Alfonso Fraga, representando a OSPAAAL, quando foi apresentada pela primeira vez no Brasil a Tricontinental, criada há 40 anos e agora a partir do número 162 editada em idioma português pela Cooperativa INVERTA, representada por seu diretor Aluisio Bevilaqua. A mostra apresentou cartazes e fotos que reúnem importantes momentos da vida e obra do legendário guerrilheiro cubano-argentino Ernesto Che Guevara e as lutas dos países do Terceiro Mundo contra o imperialismo durante a segunda metade do sigo XX.





lancamentosp • Memorial da AL em SP

Em São Paulo, a atividade aconteceu no Memorial da América Latina e o ato de inauguração assistiram uma centena de pessoas, e contou com as palestras do Secretário-Geral da OSPAAAL, Alfonso Fraga; do Emb. Carlos Trejo, Cônsul Geral de Cuba em São Paulo, que enfatizou a importância que deu o Che à unidade e solidariedade entre os povos do Terceiro Mundo e ressaltou o significado de apresentar esta mostra no Memorial de América Latina, em São Paulo; Vivian Mendes, do Movimento Paulista de Solidariedade a Cuba; compareceram para esse lançamento aproximadamente 100 pessoas e entre os participantes estava Clara Sharf, da Secretaria de Mulheres do PT e companheira de Carlos Marighela, que fez referência à importância da Conferência Tricontinental e também dos cartazes produzidos pela OSPAAAL desde 1967. Esteve presente também a vice-cônsul da República da Bolívia em São Paulo, Ericka Farfan Mariaca, além de dezenas de militantes de movimentos populares. O ato em SP foi coordenado pela diretora de comunicação do CEPPES, Marina Machado.


Casa Brasil Casa Brasil no RJ

No dia 3 de dezembro foi realizada na Casa Brasil, no bairro do Rio Comprido, no Rio de Janeiro. A mesa do ato foi composta por Marcos Vargas, vice-presidente da Casa Brasil; Alfonso Fraga, Secretário-Geral da OSPAAAL; Aluisio Bevilaqua, Presidente da Coordenadora Continental Bolivariana - Capítulo Brasil Luiz - Carlos Prestes e Editor do Jornal Inverta; Marina Machado, diretora do Centro Cultural Casa das Américas, e Antônio Cícero Cassiano, diretor do Ceppes.

Público O vice-presidente da Casa Brasil, Marcos Vargas, fez uma breve exposição sobre este evento: e deu boas vindas a todos: “tenho uma honra de receber aqui o nosso companheiro, o presidente da Editora Inverta, Aluisio Bevilaqua, e o Sr. Alfonso Fraga, secretário-geral da OSPAAAL e ex-embaixador cubano no Chile e no Leste Europeu e Marina Machado, do Movimento de Solidariedade a Cuba. Esta exposição é um exemplo da diversidade do nosso veículo”.


Lançamento da Revista Tricontinental no Ceará

Foi realizado no dia 5 de dezembro, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza, com palestra proferida por Alfonso Fraga, secretário-geral da OSPAAAL – Organização de Solidariedade aos Povos da África, Ásia e América Latina, e Aluisio Pampolha Bevilaqua. Estiveram à mesa o professor José Leite Jr., como representante do CEPPES, e a representante dos trabalhadores rurais da cidade de Pacajús, Maria das Chagas. O evento começou com a felicitação dos dois palestrantes, expressando à platéia o que significa a conquista da parceria INVERTA-OSPAAAL.Na palestra, Fraga recordou a importância da luta da OSPAAAL nos três continentes, desempenhada em todos esses quarenta anos, no nível educacional e político, inclusive assumindo a linha de frente do movimento revolucionário – edificada sob o exemplo combativo e humano do guerrilheiro heróico Che Guevara. “A OSPAAAL nasceu para ser uma vírgula nas arbitrariedades do imperialismo, como no assassinato do líder africano Patrício Lumumba, em que a organização foi a primeira a denunciar”.

Aluisio ressaltou a importância histórica dessa parceria, em que o Jornal Inverta aparece como uma ferramenta do movimento revolucionário brasileiro no momento em que surgem focos de contestação em todo o continente latino-americano, e a necessidade da imprensa popular, embasada na teoria do marxista-leninista. “A imagem de Che Guevara desassociada de suas idéias, não é nada; agora, a imagem de Che Guevara concatenada com a sua luta é um grande exemplo de amor e solidariedade, talvez, o maior que a humanidade já produziu”.


Assinatura Nova Friburgo-RJ recebe Alfonso para o lançamento

No dia 7 de dezembro, centenas de pessoas compareceram ao Centro de Artes, em Nova Friburgo, na região serrana do Estado do Rio, no Centro de Artes para o lançamento da Revista e da Mostra do Che. Após o lançamento, palestras e a assinatura formal do convênio para a edição em português da Revista Tricontinental entre a OSPAAAL e a Editora Inverta, entre Alfonso Fraga e Aluisio Bevilaqua foi realizada a apresentação cultural, com a “Ópera Reggae”, escrita por Pedro Iván e interpretada por Merlin Brown, Ananias e Idioraci dos Santos. Logo após foi servido um coquetel para os presentes ao lançamento editorial.

O evento foi registrado por vários órgãos de comunicação da região de Nova Friburgo e adjacências, como TVs e veículos de comunicação locais e principalmente pelo Jornal Inverta. Várias delegações sindicais e de movimentos sociais estiveram presentes ao ato, como o Sindsprev, da Baixada Fluminense-RJ.

Na palestra se pronunciaram Alfonso Fraga, Secretário-Geral da OSPAAAL; Glauber Braga, presidente do PSB de Nova Friburgo; Margarida Meressi, Presidente do Centro Cultural Casa das Américas CCCDA); a diretoras do CCCDA, Georgina Queiroz e Marina Machado; Osmarina Portal, do Comitê Nacional de Luta Contra o Neoliberalismo e Aluisio Bevilaqua, Presidente da Coordenadora Continental Bolivariana - Capítulo Brasil - Luiz Carlos Prestes e Editor do Jornal Inverta.

Osmarina Portal do Comitê de Luta Contra o Neoliberalismo declarou que: “Ao recebermos tantos companheiros neste ato de lançamento em Nova Friburgo estamos muito emocionados por mostrarmos as lutas dos vários povos do mundo e do esforço coletivo para criarmos um pólo aglutinador do que há de melhor nos sentimentos humanos, e aqui reacendemos a chama das idéias socialistas de lutar pela revolução em nome dos povos fustigados pela fome e pela miséria, principalmente nos países do Terceiro Mundo.”

Glauber Braga, Presidente do PSB de Nova Friburgo, deu o seu testemunho do avanço que estas atividades de apoio e solidariedade a Cuba estão dando ao município:”Me sinto muito honrado ao falar nesta solenidade internacional e agradecer o apoio de todos os presentes na mesa e na platéia, que estão trazendo cultura para Nova Friburgo. Os vários eventos que a Cooperativa Inverta tem desenvolvido em nossa cidade trazem uma grande contribuição à cultura e ao desenvolvimento de Nova Friburgo.


lancamentocerrado Lançamento no Cerrado tem participação de 25 povos indígenas

Um total de 25 povos indígenas brasileiros contam a partir deste dia com exemplares da revista Tricontinental e um suplemento com a carta que em 1966 enviou o guerrilheiro argentino-cubano, Ernesto Che Guevara a essa publicação.

O acontecimento inédito foi realizado como parte da Primeira Assembléia Geral de Mobilização dos Povos Indígenas do Cerrado (MOPIC) na aldeia Cachoeirinha, um fechado lugar de Mato Grosso do Sul, próximo da fronteira com Bolívia e Paraguai.

Exposição Cerrado A revista Tricontinental, órgão da Organização de Solidariedade dos Povos da Ásia, África e América Latina (OSPAAAL), foi apresentada em idioma Português por casa-a editora Cooperativa INVERTA, que também expôs uma mostra de cartazes alegóricos.

A cargo da apresentação estiveram Aluisio Bevilaqua, membro da presidência coletiva da Coordenadora Continental Bolivariana e editor chefe de INVERTA , e o líder da MOPIC, Hiparidi Top-Tiro, do povo Xavante.

O lançamento desta revista numa aldeia onde se reúnem várias etnias tem um significado singular, porque reflete a unidade da luta pelo socialismo com os reclamos dos povos indígenas por seus direitos, considerou Bevilaqua.

No entanto Top-Tiro enfatizou a importância que tem para as comunidades locais acompanhar a discussão sobre o socialismo indígena que está sendo desenvolvido em outros países sul-americanos como Bolívia, Venezuela e Equador, para tomar também posições.

O ato contou com 180 participantes de 18 etnias de diferentes partes do Brasil e foi presidido pelo cacique Cirilo, chefe da aldeia Terena de Cachoeirinha, e Claudionor do Carmo Miranda, administrador da Fundação Nacional do Índio (FUNAI).

Desde Cachoeiras, palco de tensões criadas por latifundiários empenhados em apropriar-se dessa terra autóctona para produzir etanol, regressaram os assistentes a suas aldeias com exemplares de uma revista que abre à discussão coletiva as lutas de outros povos.


Tricontinental e Mostra em Pelotas-RS

O lançamento da Revista Tricontinental e da Mostra Che, Ontem, Hoje e Sempre! foi realizada no Hall do Auditório do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Pelotas, na Rua General Álvaro Roas, 158. A Mostra ficou na cidade de 11 a 16 de dezembro.

A atividade teve grande participação de jovens e de militantes sociais, que prestigiaram a Mostra de Cartazes e receberam com satisfação o lançamento da revista Tri em português.


Redação de INVERTA – sucursais SP, RJ, CE, RS e MS