O pacote de privatizações de José Serra

gora, José Serra, também mercenário neoliberal tucano, quer completar o serviço da política dos grandes grupos econômicos internacionais no principal estado do país. “Moto-Serra” (apelido carinhoso que conquistou pela destruição que vem realizando em São Paulo, como prefeito e agora como governador) abriu processo de “licitação” de fachada, no começo deste mês (outubro), para realizar o levantamento dos ativos e formulação do modelo de privatização para cada uma das 18 empresas de serviços públicos que ainda estão sob controle do Estado.

O pacote de privatizações de José Serra


Há 13 anos na frente do governo de São Paulo, o partido dos banqueiros e multinacionais, primeiro sob o comando do mercenário Mário Covas e depois sob o mercenário Geraldo Alckmin privatizaram praticamente todos os serviços públicos estratégicos e fundamentais para o desenvolvimento econômico-social do estado – as teles, as elétricas, o banco etc. Agora, José Serra, também mercenário neoliberal tucano, quer completar o serviço da política dos grandes grupos econômicos internacionais no principal estado do país. “Moto-Serra” (apelido carinhoso que conquistou pela destruição que vem realizando em São Paulo, como prefeito e agora como governador) abriu processo de “licitação” de fachada, no começo deste mês (outubro), para realizar o levantamento dos ativos e formulação do modelo de privatização para cada uma das 18 empresas de serviços públicos que ainda estão sob controle do Estado. Entre as vítimas estão a Nossa Caixa (banco), EMTU, Metro, CPTU, Dersa (transportes), Sabesp (saneamento), CDHU (habitação), CESP (geração de energia). Nem a Imprensa Oficial escapará da saga privatista de Moto-Serra.

Para o secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, “nada está descartado”! É o vale-tudo aos monopólios nacionais e internacionais rodeado de farsas e mentiras para o povo paulista. O governador José Serra e seus tucanóides-neoliberais saíram dando declarações para a grande mídia fascista que a “participação” dos grupos privados no pacote de privatização é para dar “eficiência” e “transparência” nos serviços públicos. Mas como estas multinacionais podem dar qualquer tipo de transparência financeira ou eficiência ao serviço público se a própria sede de muitas delas estão nos paraísos fiscais onde sequer são identificados a sua origem e donos?

Todas as privatizações realizadas principalmente pelo PSDB foram um mar de lamas podres. As estatais foram subavaliadas, tanto em seus ativos como patrimônio; determinados grupos internacionais foram fragorosamente beneficiados, como se o processo fosse feito sob medida cirúrgica a eles; usaram bancos públicos e fundos de pensão para financiar ou associar-se aos “compradores”, viabilizando os esquemas de transferência público-privado. As maracutaias foram tantas que existem inúmeras CPI’s (Comissão Parlamentar de Inquéritos) e processos contra as privatizações em São Paulo e no governo federal. A famosa “Pasta Rosa”, que veio a público em agosto de 1995, logo após o “socorro” bilionário aos banqueiros que chegou a levar a moeda nacional (Real) a mergulhar numa profunda crise, e o “Dossiê Cayman”, dossiê apócrifo apresentado em setembro de 1998, logo após as privatizações do setor de telecomunicações e elétrico que chegou a abalar a permanência do quarteto de mercenários neoliberais no governo. Os titulares das contas bancárias onde foram depositados o caixa dois da privatização e socorro aos bancos pertenciam, segundo investigações da Polícia Federal, a Fernando Henrique Cardoso, José Serra, Mário Covas e Sérgio Motta – estes dois últimos estão mortos.

Todos sabemos que os negócios privados são uma caixa-preta protegida pelo direito burguês internacional. As remessas ilegais para as matrizes ou paraísos fiscais são outra caixa-preta. Eficiência e transparência são uma grande farsa para desmontar qualquer controle social sobre os serviços públicos e fazer caixa dois internacional para a campanha de José Serra ao governo federal nas eleições de 2010. Para as oligarquias internacionais o que interessa é converter o estado numa enxuta máquina burocrático e militar e, com o aprofundamento da concentração de todo o capital, isto é, o poder econômico em suas mãos, consolidar o seu poder onipotente sobre este estado. Burocrática no sentido de manter um corpo de funcionários para levar a cabo a cobrança de imposto sobre a massa salarial da classe operária e servir a burguesia em geral. Militar no sentido de uma estrutura militar para reprimir violentamente àqueles operários que se rebelarem ao estado mínimo a serviço das oligarquias.


José Tafarel

Cristiano
Cristiano disse:
13/01/2011 17h31
...
Digo Monteiro
Digo Monteiro disse:
13/01/2011 17h31
Esse cara ainda tem a coragem de ser candidato a presidente e nao sei como ainda existem pessoas que os apoiam, provavelmente defendem as mesmas.... e tem q se ferra junto com ele... \Serra Jamais vc será presidente para o bem do nosso País!!
george
george disse:
13/01/2011 17h31
Eu não sei como ainda tem pessoas que votam nesses FDP.

DEUS queira que o quadro atual seja revertido e que DILMA passe a liderá a corrida Presidencial e que vença a Eleição.
Vania Silva
Vania Silva disse:
13/01/2011 17h31
Temos que pedir votos por onde passarmos. O país teve um avanço em oito anos e não merece jogar no lixo tanto esforço do Lula. Vamos ajudar na campanha da Dilma por um país melhor para todos, principalmente para os necessitados de alimentos em sua mesa.
O Serra é o maior cara de pua do Brasil, menti e não tem proposta, o que ele quer realmente é entregar o Brasil ao Capital internacional, privatizando o que nos resta.
O Serra é o maior cara de pua do Brasil, menti e não tem proposta, o que ele quer realmente é entregar o Brasil ao Capital internacional, privatizando o que nos resta. disse:
13/01/2011 17h31
O Serra é o maior cara de pua do Brasil, menti e não tem proposta, o que ele quer realmente é entregar o Brasil ao Capital internacional, privatizando o que nos resta.
nós merecemos continuar com o pais sendo nosso. votem em dilma
Renato Fernandes
Renato Fernandes disse:
13/01/2011 17h31
O Serra é o maior cara de pua do Brasil, menti e não tem proposta, o que ele quer realmente é entregar o Brasil ao Capital internacional, privatizando o que nos resta.

DIGA UM NÃO A SERRA
aluizia cordeiro de oliveira
aluizia cordeiro de oliveira disse:
13/01/2011 17h31
O Serra é o maior cara de pua do Brasil, menti e não tem proposta, o que ele quer realmente é entregar o Brasil ao Capital internacional, privatizando o que nos resta.
nós merecemos continuar com o pais sendo nosso. votem em dilma
Comentários foram desativados.