Enquadramento dos especialistas:

Uma vitória da luta do Sinfa-RJ e da categoria

 

A luta do SINFA-RJ pelo enquadramento de todos os especialistas da Marinha, Exército e Aeronáutica no PCC e o reconhecimento legal das promoções e progressões funcionais a que têm direito, está chegando ao fim. Uma vitória merecida do nosso Sindicato que ao longo de quase 15 anos travou dura batalha para restituir à categoria o que lhe foi injustamente negado.

A boa notícia sobre o enquadramento chegou ao Sindicato através de fax assinado no dia 16/09/2005 pelo Secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento. No documento, o secretário garante que o enquadramento dos antigos especialistas da Marinha, Exército e Aeronáutica no Plano de Classificação de Cargos (PCC), será feito ainda neste exercício, portanto, até o final do ano, com efeito retroativo a dezembro de 1990, conforme exigência do Sinfa-RJ. O passivo desta dívida relativo aos últimos cinco anos será pago em três parcelas anuais, conforme o mesmo documento.

Passeatas e protestos

É fundamental que neste momento a categoria tenha plena consciência de que essa vitória não caiu do céu, mas é resultado direto da ação do Sindicato e da mobilização de todos nos últimos 15 anos.

Ao longo deste período foram realizados incontáveis atos, manifestações, passeatas, paralisações, carreatas a Brasília, centenas de audiências e até acampamento na Candelária. Sem esquecer as mobilizações dentro dos locais de trabalho, especialmente no Arsenal, onde os encontros à sombra da amendoeira incomodaram os dirigentes. A maior parte destes eventos ganhou as páginas dos principais jornais e mídias eletrônicas de todo o país.

Associado a isto, a direção do Sinfa-RJ, unida a outras entidades da categoria como a ASCM e CONDSEF, fez constante pressão nas esferas administrativas do governo federal, na Câmara, no Senado, Ministérios da Defesa, do Planejamento e Casa Civil da Presidência, entre outros, até conseguir o reconhecimento do direito da categoria que é feito agora através do MPOG. Esperamos comemorar essa vitória até o final do ano com o en-quadramento de fato.

Não podemos esquecer que no governo atual, ao contrário do anterior, há muito mais facilidade de diálogo, de acesso e acima de tudo, há neste governo vontade política para resolver as questões sindicais e trabalhistas. Tudo isso somou para a vitória de nossa luta.