Concursados da Cedae continuam na luta pela contratação

 

A luta pela contratação de todos os concursados da CEDAE, concurso realizado em 2002, é a possibilidade de impedir a privatização e mantê-la estatal, garantir e trazer melhoria na prestação de serviços à população.

No dia 21 de setembro de 2005, realizou-se um encontro na 52a Vara de Conciliação no TRT/RJ, com as partes: Ministério Público do Trabalho representado pelo procurador, Dr. João Batista Berthier, representando a CEDAE, e os advogados dos concursados.

Esse encontro contou com a presença de dezenas de concursados, mobilizados pelo CLCN-SB/RJ (Comitê de Luta Contra o Neoliberalismo - Saneamento Básico/RJ), que tem como objetivo a reestruturação de seu quadro de funcionários, hoje ocupado por empreiteiras. A expectativa sobre a continuidade da contratação é muito grande. As conversações entre o Ministério Público do Trabalho e a Empresa continuam acontecendo e visam a substituição das empreiteiras pelos concursados. No mês de setembro, completou três anos a luta da contratação de 948 concursados. No entanto, mais de 2 mil trabalhadores aguardam a contra-tação. Para suprir as necessidades da Empresa, novos concursos terão que ser realizados.

“Globalização”, “Estado Mínimo”, “Neoliberalismo” representam guerra, desemprego, miséria e fome para milhares de trabalhadores. Realizar uma luta pelos próprios trabalhadores de forma autônoma; não se subordinar aos círculos viciados e que quase na totalidade são comprometidos com as políticas de conciliação de classes; criar uma alternativa de luta e conquistar a vitória; tudo isso são demonstrações de que a classe operária tem um caminho próprio, que é sua organização pela libertação.

Continuamos a mobilização para a contratação da Cedae.

CLCN-SB/RJ (Comitê de Luta Contra o Neoliberalismo - Saneamento Básico/RJ)