Mortos e feridos em protesto na Argentina

Mortos e feridos em protesto na Argentina

Cedido por: Agência de Notícias Xinhua




Duas pessoas foram mortas durante a repressão policial ao protesto contra o desemprego realizado em Salta, norte da Argentina.

Os manifestantes, em sua maioria trabalhadores desempregados, protestavam por medidas para a criação de empregos e contra as demissões em massa que vêm crescendo no país.

O representante dos trabalhadores na região negou que os manifestantes estivessem armados, como alegou o chefe da segurança em uma tentativa de justificar a repressão policial, ao declarar que a política agiu por ordem da Justiça no desalojamento das centenas de manifestantes que ocupavam a rodovia de Salta.

Segundo o representante dos trabalhadores, a responsabilidade pela morte dos dois trabalhadores é tanto do governo da província quanto do governo estadual e federal.