A verdade sobre o protesto contra Bush e a UE em Gotemburgo

Os acontecimentos na Suécia durante 14-16 de junho de 2001 foram totalmente deturpados pela comunicação de massa sueca e estrangeira presente em Gotemburgo.

A verdade sobre o protesto contra Bush e a UE em Gotemburgo

Por: Mário Sousa
Comitê Central do KPML(r)


Os acontecimentos na Suécia durante 14-16 de junho de 2001 foram totalmente deturpados pela comunicação de massa sueca e estrangeira presente em Gotemburgo. Uma informação correta é muito necessária para que o público trabalhador possa compreender o que realmente se passou. 

As mídias mostraram de Gotemburgo 150 anarquistas, que com pedras da rua quebraram vidraças de lojas, viraram carros da polícia e incendiaram esplanadas. Fizeram isto durante 40 minutos sem a polícia estar presente no centro de Gotemburgo e os deter. Isto é um escândalo. A cidade estava debaixo de um controle policial quase total mas anarquistas e outros “criminosos” colocaram fo-go no centro da cidade. Inexplicável?

Isto aconteceu durante a manhã de sexta feira 15 de junho. Á tarde ás 18 horas foi a grande manifestação contra a União Européia e a União econômica e monetária com todas as forcas da esquerda que reuniu 16.000 pessoas. Esta manifestação foi totalmente boicotada por toda a comunicação de massa aqui na Suécia com exceção do rádio local de Gotemburgo. Esta grande manifestação foi totalmente pacífica. Segundo um acordo entre a policia e os responsáveis pela manifestação (o presidente do comitê da manifestação é um camarada do nosso partido) havia somente 6 policiais sem uniforme na manifestação. Todas as máscaras negras eram expressamente proibidas pelo comitê responsável da manifestação o que foi divulgado nos dias anteriores. Foi uma manifestação totalmente pacifica e grandiosa que mostrou a enorme opinião que existe na Suécia do povo trabalhador contra a União Européia, a união do capitalismo europeu.

O procedimento dos anarquistas foi utilizado para que se ignorasse as grandes manifestações pacíficas. Quem está por trás disto? A organização Attac teve uma manifestação pacífica com 9.000 pessoas que em parte foi mostrada na TV sueca. Esta organização não é contra a União Européia, quer somente reformas.

Na quinta feira, dia 14, houve uma grande manifestação contra a presença de George Bush que reuniu 12.500 pessoas. Foi a maior manifestação anti-imperialista na Suécia desde os anos 70, no tempo das grandes manifestações contra a guerra do Vietnã. Também esta manifestação foi totalmente boicotada por toda a comunicação de massa nacional e internacional.

Camaradas, é necessário divulgar a verdade sobre o que se passou em Gotemburgo.