Política

Jornal Inverta, Ed. 291 (02 a 08 de junho de 2001)

O cinismo de ACM

O tão esperado discurso de ACM por razão de sua renúncia ao Senado, nada trouxe de novo ao cenário político nacional; foi mais uma saída de efeito pirotécnico, dentre tantas adotadas pelo governo de FHC e aliados, gerenciadores da crise do capital, para amenizar o colapso do setor de energia, rebeliões em quartéis, queda de popularidade, etc.

Renúncia ilegítima e ilegal

José Roberto Arruda e Antônio Carlos Magalhães renunciaram ao Senado. A motivação de ambos, ostensivamente declarada, é escapar à cassação do mandato e conseqüente perda dos direitos políticos. Mas todos escondem que a renúncia também é ilegal. A Constituição Federal impede esse truque sujo, em seu artigo 55, p. 4º

Operação contra CPI continua

Até o fechamento dessa edição, a oposição confirmava a proposição de manter a CPI no Senado, pois continua possuindo as 27 assinaturas de Senadores para instalar a CPI, já que mista fora abortada pela retirada de assinatura de deputados governistas comprados na Câmara.

Lopes processado por improbidade

O Ministério Público Federal encaminhou à Procuradoria da República provas contra o ex-presidente do Banco Central, Francisco Lopes, para que seja instaurado processo por improbidade administrativa no caso do socorro financeiro aos bancos Marka e FonteCindam quando da desvalorização cambial. A operação provocou um rombo de R$ 1 bilhão no Banco Central.