Assuntos
che chuva cinco heróis comunismo crise do capital cuba editorial eleicoes farc haiti

Ícone PCML PCML (Br)Ícone Cooperativa Inverta Coop InvÍcone RádioRádio ícone CeppesCeppes Ícone J5JJ5J

ÍCONE RSSRSSÍcone mala diretaLista twitterTwitter

Você está aqui: Página Inicial / Edição Impressa / Edição 289 / Internacional / Proletários de todos os países, uni-vos!

Proletários de todos os países, uni-vos!

Essa matéria foi publicada na Edição 289 do Jornal Inverta, em 17/05/2001

Comunicado do Partido Comunista do Peru

Proletários de todos os países, uni-vos!

Por: Partido Comunista do Peru

A guerra popular do Peru é
a tocha pujante e vitoriosa da
revolução proletária mundial!


Viva o 21º aniversário da Guerra Popular!


Hoje, 17 de maio de 2001, em meio a ações que estremecem o país e a velha e podre ordem imperialista mundial, celebramos a 21º aniversário da guerra popular, dirigida pelo Partido Comunista do Peru (PCP) guiando-se pelo marxismo-leninismo-maoísmo, pensamento de gonzalo, que é o herói combatente que dirige a revolução.

Com este motivo, saudamos ao nosso querido Presidente Gonzalo, chefe do Partido e da revolução, a nossa toda-poderosa ideologia, o marxismo-leninismo-maoísmo, pensamento gonzalo, principalmente , a nosso heróico combatente, o camarada Júlio, que dirige todo o Partido, ao Comitê Central, aos militantes, combatentes, ativistas e massas.

A guerra popular avança incontestavelmente até a conquista do poder em todo o país.

É com ações, em todas as formas da guerra popular, tanto no campo quanto na cidade, que nossa guerra popular está mostrando sua verdade perante o mundo, sua veracidade; ela não só tem se mantido, como avança incontestavelmente, passo a passo, desafiando todas as dificuldades, em meio a dura e tenaz luta, mas com o vento a favor.

Os meios de comunicação da reação reconhecem o aumento das ações, pelo menos na quantidade, como o diário “Correio” do dia 30/4: “Desativam estratégicas bases militares no Alto Huallaga apesar de existir um inegável avanço do terrorismo na região.”

As ações militares têm desenvolvido e elevado sua qualidade, como o êxito da ação antiaérea pelo Exército Popular de Libertação (EPL). “Um soldado morreu e um oficial ficou ferido em suposto ataque do Sendero Luminoso contra o Exército na selva central peruana. O helicóptero foi atacado no sábado no vale do rio Ene a 380 km a oeste de Lima”, noticiou o jornal “A Nação”, de Buenos Aires de 19/02/01.

A guerra popular que o PCP dirige não cessou um só instante desde seu início, em 17 de maio de 1980; quase sem armas modernas, avançando mediante planos e campanhas, tendo especificado cinco marcos, sendo o quinto marco, o do equilíbrio estratégico, segunda etapa da guerra popular, na qual nos desenvolvemos e se desenvolve até a conquista do poder em todo o país.

registrado em:
Adicionar Comentário

You can add a comment by filling out the form below. Plain text formatting. Comments are moderated.